Últimas notícias de economia, política, carros, emprego, educação, ciência, saúde, cultura do Brasil e do mundo. Vídeos dos telejornais da TV Globo e da GloboNews.
Inteligência artificial revoluciona exames de imagens em hospitais de SP e Goiás
Resultados quase imediatos aumentam a precisão e podem significar a diferença entre a vida e a morte. Inteligência artificial agiliza exames de imagens em hospitais de SP e GO A inteligência artificial está revolucionando os exames de imagens em hospitais de São Paulo e de Goiás. Resultados quase imediatos aumentam a precisão e podem significar a diferença entre a vida e a morte. Motorista bate com o carro e, levado ao hospital, precisa passar por uma tomografia. Essa é a rotina no atendimento a acidentados. Rotineira também, infelizmente, é a espera pelo resultado. Os exames precisam ser analisados para se conhecer a extensão das lesões. Em vários hospitais, as imagens são enviadas para centrais que reúnem especialistas de todas as áreas. Uma empresa emite laudos a distância para mais de 80 unidades de saúde de São Paulo e Goiás. Para as tomografias de crânio, os radiologistas contam com o auxílio de uma tecnologia trazida de Israel. Na tela que um radiologista normalmente vê, ele precisa buscar, às vezes em centenas de imagens, as possíveis lesões para emitir um laudo, para que depois o hospital dê continuidade no tratamento. Agora, esse radiologista tem a ajuda do computador. A máquina indica as áreas potencialmente com problema. Elas são marcadas por setinhas que garantem agilidade no diagnóstico e um índice de acerto de até 90%. O que o programa encontra precisa ser confirmado por um profissional e como são dezenas de exames na fila, o algoritmo emite um alerta de prioridade para aqueles em que uma lesão é detectada. Assim, o tempo de análise dos mais urgentes cai de até quatro horas para menos de 30 minutos. Repórter: Esse ganho de tempo significa o que para o paciente? Igor Santos, radiologista: Isso aí vai significar muitas vezes a diferença entre saúde ou sequela ou mesmo a diferença entre a vida e a morte desse paciente. Diversos programas estão sendo testados para revelar outras doenças dentro do conceito de telemedicina. O novo Código de Ética Médica já prevê o uso de tecnologias assim, sob regulamentação do Conselho Federal de Medicina, mas a última resolução do conselho sobre o assunto é de 2002. As universidades se preparam, a passos lentos, para essas novas ferramentas. Segundo o professor da USP Chao Lung Wen, das mais de 300 faculdades de medicina do país, apenas cinco oferecem cadeiras de telemedicina. Para ensinar e acabar com a desconfiança dos futuros médicos. “Não existe uma discordância telemedicina/medicina. Só existe uma: medicina, e a medicina tem o recurso da telemedicina para se aproximar mais dos pacientes. Esse é o ponto fundamental”, diz o professor.
Sun, 16 Jun 2019 00:00:42 -0000
Aumentam as denúncias de violência contra os idosos
No ano passado, o número de denúncias de violência contra idosos no Brasil aumentou 13% na comparação com 2017. Os principais agressores são os filhos ou os netos. Denúncias de violência contra idosos aumentaram 13% no ano passado. Hoje é o Dia Internacional de Conscientização e Combate à Violência contra a Pessoa Idosa. No Brasil, os casos vêm aumentando nos últimos anos. Eles já têm muitos anos de serviços prestados. Muita história para contar. Ana Maria Benavente, de 82 anos, ensinava crianças a tocar piano. “Eu pus nas teclas as cores e pelas cores eles tocavam as musiquinhas”, conta. Têm conhecimento e experiência que não se absorve buscando na internet. Merecem todo nosso respeito, mas nem sempre recebem. No ano passado, o número de denúncias de violência contra idosos no Brasil aumentou 13% na comparação com 2017. O Disque 100, um serviço federal, recebeu mais de 37 mil denúncias: 38% foram de negligência, 26% de violência psicológica - xingamentos, humilhação, por exemplo -, quase 20% das ligações denunciaram abusos financeiros e patrimoniais - como ficar com a aposentadoria ou destruir bens do idoso - e 12% das denúncias foram de violência física. Mais de 14 mil vítimas são idosos que têm algum tipo de deficiência - física, mental, visual, auditiva. Essa violência dói ainda mais do que os números sozinhos sugerem. É que os principais agressores são aqueles que mais deveriam cuidar dos idosos. Em mais da metade dos casos, são os filhos ou os netos. Uma casa na Zona Leste de São Paulo cuida de idosos que já não têm mais relação com a família. Muitos são vítimas de abandono e outras formas de violência. “A violência financeira. Tem idoso que a família, neto, sobrinho vem no dia do pagamento, pra acompanhar o idoso ao banco, receber e aí leva a aposentadoria do idoso. Nem mesmo Dia das Mães, às vezes elas ficam esperando que os filhos venham, mas aí acabam não vindo”, diz Cecília Stringhini, presidente da Samaritano S. Francisco de Assis. Eles sequer conseguem falar sobre o que sofreram. A médica geriatra Ana Catarina Quadrante lembra que a rede pública de saúde e assistência social só consegue atender uma parte dos idosos que precisam. Ela explica que existem sinais que podem indicar que um idoso está sofrendo alguma forma de violência. “Idosos que estejam gritando demais, idosos que estejam adoecendo, emagrecendo, precisam ter um olhar especial. Não só da família, como da comunidade como um todo. E uma rede de suporte social é importante tanto para auxiliar o idoso, quanto o próprio cuidador”, afirma a médica. Lizíria Gonçalves César, de 92 anos, escolheu morar num residencial pra idosos e sempre recebe a visita da família. Com 92 anos, ela ainda consegue cuidar de quem precisa mais do que ela. “Eu posso ajudar uma senhorinha que está andando de cadeira de rodas”, diz ela. Repórter: A senhora se sente útil ajudando... Lizíria Gonçalves César: E estou arrecadando amigos, porque pra mim isso é muito importante.
Sat, 15 Jun 2019 23:58:33 -0000
Famílias não conseguem voltar para casa após deslizamento em Guaramirim

Deslizamento da SC-108 ocorreu em fevereiro deste ano, após uma forte chuva. A obra de recuperação da rodovia ainda não tem data para começar. 4 meses após deslizamento, cratera segue oferecendo riscos a moradores em trecho da SC-108 Famílias não conseguem voltar para casa desde fevereiro deste ano, quando houve um deslizamento da SC-108, no trecho de Guaramirim, no Norte do estado, após uma forte chuva. A obra de recuperação da rodovia ainda não tem data para começar. Ao todo são 68 imóveis interditadas e 38 famílias conseguiram receber o aluguel social da prefeitura. A moradora Nilva Tomasi de Medeiros está pagando aluguel desde que teve que sair da casa onde morou por 24 anos. Mesmo assim precisa ficar atenta ao imóvel por causa do risco de arrombamentos. "Não é fácil. Um vida da gente que está aqui. Largar tudo, ter que abandonar de uma hora para outra", lamenta. A casa onde a família do Arlei Pereira Lopes vive há 25 foi completamente interditada. Ele espera a solução do problema para voltar e fazer uma reforma. "Quebrou tudo, não tem luz nem água. Está apodrecendo tudo", reclama. Quatro meses após o ocorrido, novos deslisamentos continuam ocorrendo. A Defesa Civil Municipal disse que está realizando estudos topográficos e de sondagem do solo, que devem servir de base para montar um plano de trabalho para a área atingida. "A obra já começou. As empresas contratadas deram um prazo de 20 dias para apresentar os resultados dos levantamentos para dar suporte ao plano de trabalho", diz o diretor da Defesa Civil de Guaramirim, Ezequiel de Souza. O valor repassado pelo Governo Federal para as obras que devem impedir novos deslizamentos é de R$ 2,7 milhões. Ainda não há prazo para o início dos trabalhos. O processo licitatório só acontece depois da conclusão do plano. "Assim que tiver vencido a burocracia, tiver uma empresa credenciada e estiver com as certidões em dia. No dia posterior pode dar início aos trabalhos", diz o diretor. Famílias não conseguem voltar para casa após deslizamento em Guaramirim NSC TV/Reprodução Veja mais notícias do estado no G1 SC
Sat, 15 Jun 2019 23:57:54 -0000
'Vai um no colo do outro', diz mãe de alunas levadas para a escola em carro alugado pela prefeitura

Sem espaço, estudantes foram colocados no porta-malas de veículo. Dona de casa conta que alunos não tem segurança e teme acidentes graves. Crianças vão para escola no porta-malas de veículo Divulgação/Agência Tocantins Uma dona de casa da zona rural de Natividade, no sudeste do Tocantins, diz temer o transporte das duas filhas para a escola todos os dias. É que segundo ela, as meninas de 7 e 15 anos vão para escolas públicas de forma improvisada e irregular. Sem espaço suficiente, alguns alunos são colocados no porta-malas do carro. Ela conta que os carros alugados pela Prefeitura começaram fazer a rota de uma região de chácaras, há 30 km do centro da cidade, há pelo menos um mês. A mulher conta que às vezes o carro nem chega nas propriedades por falta de gasolina. Por causa da situação, ela teme que aconteça algum acidente grave com os estudantes. "Vai um no colo do outro, sem cinto de segurança. Se tombar esse carro cheio desse jeito? Fico com o coração na mão até eles chegarem da escola, com medo de receber uma notícia ruim", disse a mulher que preferiu não se identificar. Além disso, a mulher conta que a situação está atrapalhando o aprendizado dos alunos. "Já não tem as mesmas oportunidades dos outros e o carro ainda não vem buscar. Perdem aulas, perdem provas. É uma situação complicada", reclamou a mãe. Segundo ela, professores chegaram a falar que alguns alunos deixaram de ir para a escola e podem reprovar. O outro lado O Secretário de Educação do Município, Joaquim Francisco de Melo Filho, informou que os alunos só foram levados no porta-malas uma vez, sem autorização da Prefeitura, e que só é permitido até quatro alunos por viagem. Ele informou que o carro mostrado na reportagem faz apenas uma rota. O secretário explicou ainda que esteve na garagem municipal e que os únicos dois ônibus que estavam quebrados já voltaram a funcionar. Segundo ele, oito ônibus e quatro carros alugados estão funcionando normalmente e levam dezenas de alunos para as escolas da cidade todos os dias. Pelo menos 11 alunos são levados para a escola em carro de passeio Divulgação/Agência Tocantins Entenda Crianças e adolescentes que moram na zona rural de Natividade, sudeste do Tocantins, estão sendo levados para a escola em uma situação irregular e perigosa. É que os ônibus escolares estão quebrados e pelo menos 11 alunos estão sendo transportados em um carro de passeio. Sem espaço, alguns precisam ir no porta-malas do veículo. De acordo com o motorista que presta serviços para o município os ônibus deixaram de funcionar e a Prefeitura de Natividade alugou dois carros, sendo um para cada região da cidade. "Sem segurança nenhuma. Vai um por cima do outro", disse o motorista. Transportes públicos deixaram de funcionar em Natividaded Divulgação/Agência Tocantins Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.
Sat, 15 Jun 2019 23:57:12 -0000
VÍDEOS: MG2 deste sábado,15 de junho

Assista aos vídeos do telejornal com as notícias da Inter TV Vales de Minas. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias da Inter TV Vales de Minas.
Sat, 15 Jun 2019 23:54:45 -0000
João Rock 2019: BayanaSystem; FOTOS

Banda de Salvador, BA, sacudiu o festival em Ribeirão Preto, SP, com show poderoso e com nuances místicas, neste sábado (15). O cantor Russo Passapusso, do BayanaSystem, faz show no palco João Rock, em Ribeirão Preto, SP Deividi Correa e Denilson Santos/AgNews BayanaSystem mistura hip-hop, samba, reggae e sons da Jamaica no palco João Rock, em Ribeirão Preto, SP Deividi Correa e Denilson Santos/AgNews O BayanaSystem fez o primeiro show poderoso do João Rock 2019, em Ribeirão Preto, SP Deividi Correa e Denilson Santos/AgNews O BayanaSystem fez o primeiro show poderoso do João Rock 2019, em Ribeirão Preto, SP Deividi Correa e Denilson Santos/AgNews BayanaSystem mistura hip-hop, samba, reggae e sons da Jamaica no palco João Rock, em Ribeirão Preto, SP Deividi Correa e Denilson Santos/AgNews Russo Passapusso convoca rodas de fãs em tipo de rito indígena no João Rock 2019, em Ribeirão Preto, SP Deividi Correa e Denilson Santos/AgNews Russo Passapusso convoca rodas de fãs em tipo de rito indígena no João Rock 2019, em Ribeirão Preto, SP Deividi Correa e Denilson Santos/AgNews BayanaSystem mistura hip-hop, samba, reggae e sons da Jamaica no palco João Rock, em Ribeirão Preto, SP Deividi Correa e Denilson Santos/AgNews Russo Passapusso assume vocal poderoso na mistura de estilos do BayanaSystem, no João Rock 2019, em Ribeirão Preto, SP Deividi Correa e Denilson Santos/AgNews Russo Passapusso assume vocal poderoso na mistura de estilos do BayanaSystem, no João Rock 2019, em Ribeirão Preto, SP Deividi Correa e Denilson Santos/AgNews Leia mais notícias do João Rock 2019
Sat, 15 Jun 2019 23:52:56 -0000
Laudo revela que suspeito de assassinar ator e os pais dele em SP fez 13 disparos
Sete tiros atingiram o ator Rafael Miguel. As buscas por Paulo Cupertino Matias já duram seis dias. Laudo revela que suspeito de assassinar ator e os pais dele fez 13 disparos. O Jornal Nacional teve acesso ao resultado da perícia nos corpos do ator Rafael Miguel e dos pais dele. O laudo do IML aponta que a família foi atingida por 13 tiros. No mesmo dia em que os corpos foram retirados da cena do crime na Zona Sul de São Paulo, os legistas começaram a trabalhar. O IML concluiu os exames em cinco dias. O laudo do IML sobre os corpos do ator e dos pais dele foi entregue na sexta-feira (14) para a polícia. Os legistas descobriram que Paulo Cupertino Matias descarregou uma pistola na porta da casa. Disparou 13 tiros nas vítimas. O alvo principal foi Rafael Miguel. O IML concluiu que Rafael Miguel foi atingido por sete tiros: um na cabeça, um no peito, três nas costas e dois no braço esquerdo. O pai dele, João Alcisio, levou quatro tiros: um no peito, dois no braço esquerdo e um no braço direito. A mãe, Miriam Miguel, foi atingida por dois disparos: um no peito e um no ombro direito. As buscas por Paulo Cupertino Matias já duram seis dias. A polícia vasculhou 50 endereços atrás dele. Os investigadores percorreram áreas de mata e foram até falar com a mãe do comerciante, para pedir que ela o convença a se entregar. “A família está bem sentida. A mãe sentiu bastante, mas infelizmente eles falam que não tinham contato nenhum com ele”, diz o delegado Bruno Tessari. A polícia investiga se Paulo Matias fugiu em um carro. Os investigadores já sabem que o abastecimento feito um dia depois do crime foi pago com um cartão de uma parente dele. O veículo, que foi localizado na sexta-feira (14) não está no nome dessa parente e a dona do carro disse que não conhece o comerciante. Durante a semana, a polícia apreendeu outros dois carros que Paulo usava antes de matar a família. Um vermelho foi lavado depois do crime e os peritos não encontraram nenhuma impressão digital. Domingo (16) vai fazer uma semana que a família foi assassinada. Rafael e os pais tinham ido até a casa de Isabela para oficializar o namoro. Desde então, Isabela, a mãe, Vanessa, e o irmão não voltaram mais para casa. Eles estão escondidos, com medo de Paulo Cupertino. Na prática, a medida protetiva, concedida na sexta-feira pela Justiça, para que ele não se aproxime da mulher e dos filhos, só tem efeito quando o comerciante for encontrado.
Sat, 15 Jun 2019 23:52:32 -0000
Fogo Jovem, Brilho do Sertão e mais quatro grupos juninos se apresentam no 2º dia do Arraiá do Ceará

Ao todo, 17 grupos disputam o título de melhor quadrilha junina do estado. Vencedor vai disputar o São João do Nordeste, em Recife. Seis quadrilhas irão se apresentar no Arraiá do Ceará neste sábado (15), no estacionamento do Shopping Iguatemi. Helene Santos/Sistema Verdes Mares A quadrilha Fogo Jovem, do município de Itapipoca, interior do Ceará, abriu neste sábado (15) o segundo dia do Arraiá do Ceará no Shopping Iguatemi, em Fortaleza. Além do grupo, se apresentaram no festival a fortalezense Brilho do Sertão e mais quatro grupos juninos. Promovido pela TV Verdes Mares, com realização da União Junina do Ceará, o evento acontece até domingo (16), a partir das 18h, com a apresentação de 17 grupos. A entrada para o evento, no estacionamento do shopping Iguatemi, é gratuita e conta com cidade cenográfica, praça de alimentação com comidas típicas, parque de diversão e arena para a apresentação com arquibancadas para 1600 pessoas. Entraram também na arena as quadrilhas Brilho do Sertão (Fortaleza), Tradição da Roça (Fortaleza), Cheiro de Terra (Horizonte) e Terra do Sol (Caucaia). A quadrilha vencedora do Arraiá do Ceará vai representar o estado no São João do Nordeste, festival realizado pela Globo, em Pernambuco, que escolhe a melhor quadrilha junina da região Nordeste.  A Junina Babaçu foi a campeã nos últimos três anos. Em 2018, o grupo conseguiu o segundo lugar no festival de Pernambuco, com o tema "A Força que nunca Seca". As apresentações das quadrilhas serão transmitidas ao vivo em painel de led que estará afixado na praça de alimentação do evento. Haverá também apresentação de forró pé de serra no domingo. Programação Sábado (15/06) 18h - Fogo Jovem - Itapipoca 19h – Quadrilha Nova Emoção - Maracanaú 19h50 – Brilho do Sertão – Fortaleza 20h40 – Tradição da Roça - Fortaleza 21h30 – Cheiro de Terra - Horizonte 22h20 – Terra do Sol - Caucaia Domingo (16/06) 18h - Sol Nascente de Iguatu 19h – Arriba Saia - Várzea Alegre 19h50 – Luar Serrano (Ibaretama) 20h40 – Guaradrilha - Guaraciaba do Norte 21h30 – Nação Nordestina - Juazeiro do Norte 22h20 – Junina Babaçu – Fortaleza
Sat, 15 Jun 2019 23:52:20 -0000
TCE aponta superfaturamento em licitação da Prefeitura de Itaperuçu para serviços de iluminação pública

Município nega que houve superfaturamento e informou que encerrou o contrato com o consórcio e que fará uma nova contratação, obedecendo exigências do Tribunal de Contas. TCE aponta superfaturamento em licitação da Prefeitura de Itaperuçu para serviços de iluminação pública O Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) apontou superfaturamento na licitação feita pela Prefeitura de Itaperuçu, na Região Metropolitana de Curitiba, para contratar serviços de manutenção de iluminação pública na cidade. Pelos cálculos do TCE, desde que a licitação começou a valer, há um ano, o prejuízo gerado aos cofres públicos com o superfaturamento é de mais de R$ 200 mil. Em maio, os conselheiros pediram a suspensão do contrato. O Consórcio Ilumina Ltda integra três empresas, que são responsáveis pela manutenção do serviço de iluminação, implantação do gerenciamento informatizado, serviço de 0800 para atender a população, além de outros serviços. O valor do consórcio é de R$ 665,5 mil. Conforme o Tribunal de Contas, as mesmas empresas do consórcio foram contratadas por outros municípios, mas por valores muito inferiores. Em Godoy Moreira, no norte do Paraná, segundo o Tribunal, o preço cobrado por ponto de iluminação é R$ 96,9. Já em Itaperuçu, uma mesma empresa cobra R$ 221. A Prefeitura de Itaperuçu nega que houve superfaturamento e informou que o contrato de manutenção da iluminação pública com o consórcio foi encerrado. O município disse ainda que vai solicitar uma nova contratação, seguindo as exigências do Tribunal de Contas. O G1 tenta contato com o consórcio Ilumina Ltda. TCE aponta superfaturamento em licitação da Prefeitura de Itaperuçu para serviços de iluminação pública Reprodução/RPC Veja mais notícias da região no G1 Paraná.
Sat, 15 Jun 2019 23:50:33 -0000
Mãe procura por filho que sumiu após ir para distribuidora de bebidas, em Goiânia

Diarista já registrou o caso na polícia e procurou Matheus Nascimento Ribeiro, de 17 anos, por vários lugares, mas não teve nenhuma notícia. Ele sumiu há duas semanas: 'Estou desesperada' Mãe procura por Matheus Nascimento Ribeiro que sumiu após ir para distribuidora de bebidas Adenilsa do Nascimento/Arquivo pessoal A família do adolescente Matheus Nascimento Ribeiro, de 17 anos, procura pelo garoto, que desapareceu há duas semanas, em Goiânia. Segundo a mãe dele, a diarista Adensilsa do Nascimento, 46, ele foi visto pela última vez em uma distribuidora de bebidas, de onde saiu, pela madrugada, na bicicleta de um amigo. Ainda de acordo com Adensilsa, o filho sumiu na noite do último dia 2 de junho. Ela conta que já registrou o caso na 19ª DP de Goiânia e fez buscas por conta própria, mas até agora não teve nenhuma pista dele. "Ele não apareceu, não deu notícia. Ninguém sabe [onde ele está]. Eu já fui ao IML, hospitais, Cais, UPA, delegacia e ninguém sabe. Meu Deus do céu, estou desesperada, não sei mais o que vou fazer", desabafa. A distribuidora fica no Jardim Novo Mundo, bairro vizinho à Vila Morais, onde o garoto mora com a mãe. De acordo com a mãe, ele é usuário de drogas, mas trabalha cuidando de um pula-pula de um amigo e não tem passagens pela polícia. A diarista conta que, no dia do desaparecimento, esteve com o filho em um bar até por volta das 22h. "Eu chamei ele para ir embora, mas ele disse que ia ficar mais um pouco. Eu não sabia que ele iria para a distribuidora depois", afirma. Ela conta que o filho estava com um amigo, que também é seu vizinho. Segundo ela, o outro rapaz se envolveu em uma confusão em uma casa de shows perto da distribuidora onde Matheus estava. Depois da briga, ele foi embora correndo e Matheus permaneceu no local. No outro dia, segundo ela, o rapaz contou que tinha visto o adolescente na porta da distribuidora. Matheus tem uma filha de 1 ano e 1 mês, que mora em Rio Quente, no sul de Goiás, com a família da mãe.
Sat, 15 Jun 2019 23:44:39 -0000

This page was created in: 0.01 seconds

Copyright 2019 Oscar WiFi

This website or its third-party tools use cookies, which are necessary to its functioning and required to achieve the purposes illustrated in the cookie policy. By closing this banner, scrolling this page, clicking a link or continuing to browse otherwise, you agree to the use of cookies. If you want to know more or withdraw your consent to all or some of the cookies, please refer our Cookie Policy More info